terça-feira, 6 de março de 2012

Animal aquático sem olhos reage à luz por causa de proteína, diz estudo

Opsina é ativada pela luz e provoca resposta nas células sensoriais.
Hidra pertence ao filo dos cnidários, assim como a água-viva.


Essa imagem da hidra mostra a opsina e azul e as células sensoriais e os cnidócitos em vermelho (Foto: Dr. David Plachetzki, University of California)Essa imagem da hidra mostra a opsina e azul e as
células sensoriais e os cnidócitos em vermelho
(Foto: Dr. David Plachetzki, University of California)
Uma pesquisa publicada nesta segunda-feira (5) mostra que a hidra, um pequeno animal de água doce, parente da água-viva, reage à luz, mesmo sem ter olhos. A forma com que isso ocorre está descrita na revista científica “BMC Biology”.
Como todos os animais desse filo, a hidra traz em seus tentáculos células venenosas, chamadas "cnidócitos". Essas células são usadas para paralisar pequenos animais, dos quais a hidra se alimenta, e também na defesa contra predadores maiores.
Embora não tenha olhos, a hidra é um animal diurno, que caça durante o dia. O que esses pesquisadores conseguiram mostrar é como ela é influenciada pela luz.
A luz ativa uma proteína chamada opsina, que fica nas células sensoriais da hidra, e regula o disparo dos cnidócitos, como se fossem pequenos harpões. Além disso, essas células sensíveis à luz também acionam outras habilidades do animal, como prender suas presas e se impulsionar para dar cambalhotas.

Fonte: Site Rede Globo- Noticias, G1- Ciência & Saúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário